Você sofre ou já sofreu com imprevistos financeiros? Pode ser uma multa de carro, chuveiro queimado ou uma doença passageira.

Fato é que situações inesperadas tiram não apenas o dinheiro, mas também a paz e a tranquilidade.

Por mais que exista um plano, imprevistos financeiros são incontroláveis e é preciso estar preparado para o caso de acontecerem. O que muda entre a solução e o desespero é a forma de enxergar e solucionar o problema.

Assim, para não passar perrengue, aprenda como lidar com os imprevistos financeiros.

Reserva de emergência

A primeira medida para quem não quer se preocupar com imprevistos financeiros, é ter uma reserva de emergência.

Para muitas pessoas, é difícil entender porque é bom manter um dinheiro reservado para situações que podem ou não acontecer.

No entanto, a reserva é um montante formado com o tempo, através de uma rotina de pequenos aportes mensais. Inclusive, é possível criar uma meta no MeuCompromisso para realizar inserções mensais para a reserva de emergência.

Além de manter uma reserva para imprevistos financeiros, quem mantém o dinheiro no MeuCompromisso, garante rentabilidade – 100% do CDI.

Então, defina um percentual da sua receita para destinar a sua meta de reserva e fique tranquilo no caso de surgirem imprevistos financeiros.

MeuCompromisso para imprevistos financeiros

Fique tranquilo, imprevistos financeiros se resolvem

Quando algo que acaba mudando a rotina, é normal se sentir perdido. No entanto, para que um imprevisto financeiro seja resolvido é preciso manter a calma.

À medida que se vê a situação de maneira mais racional, se torna mais simples agir e solucionar a questão.

Imprevistos financeiros irão gerar uma reação que depende de cada situação. Porém, ações impensadas podem acabar piorando o problema.

Por isso, quando uma situação ruim acontecer, mantenha a calma! Procure planejar e considerar prós e contras antes de tomar qualquer decisão.

Organize o orçamento

Se manteve a calma, agora é hora de rever o orçamento e reprogramar os gastos. Imprevistos financeiros acontecem quando a gente menos espera. Quem diria que iríamos passar por uma pandemia de saúde em pleno século 21?

Talvez como diversos brasileiros, você também precisou de dinheiro para as emergências. Então, é exatamente nesta hora que se deve observar de perto todas as fontes de receita e seus gastos mensais.

Faça um planejamento financeiro listando o seu custo de vida. Ou seja, quanto dinheiro é necessário para que você consiga se manter. Além de considerar os custos de alimentação e moradia, considere uma parcela para investimentos e lazer.

Obviamente que quando se sofre com imprevistos financeiros, e não existe uma reserva de emergência, o orçamento se restringe apenas aos itens essenciais.

Desta forma, em situações críticas reduza ou exclua gastos supérfluos. Salienta-se que este será um momento de transição, apenas enquanto a situação estiver difícil.

Por isso, organize suas contas e após superar o imprevisto financeiro, volte a rotina de investimentos. Inclusive, crie metas para realizar sonhos, possivelmente será este item que manterá a motivação a mil.

Casal feliz organizando o orçamento

Não faça novas dívidas

Fazer novas dívidas é um dos principais fatores quando não se mantém a calma na hora de lidar com imprevistos financeiros.  

É normal, na falta da reserva, bater aquele desespero e as pessoas corram solicitar empréstimos para quitar débitos pendentes.

No entanto, esta prática deve ser evitada. Acontece que, existe uma falsa sensação de estar quitando dívidas. Na verdade, o empréstimo é uma nova dívida, possivelmente com juros maiores.

Ou seja, no intuito de solucionar um problema, acaba criando outro. Consequentemente, esta prática vira um ciclo vicioso que é difícil sair.

Então, caso surjam imprevistos financeiros, se mantenha longe da armadilha dos empréstimos.  

Se está endividado, negocie com os credores

Criar novas dívidas não é um caminho viável para lidar com os imprevistos financeiros. Assim como, as dívidas atuais devem entrar na organização do orçamento.

É um fato que dívida nunca é uma coisa boa. Independentemente do valor, quando se tem acréscimo de juros, sempre se paga mais do que se emprestou.

Por isso, na hora que os imprevistos financeiros acontecem e as contas apertaram, converse com os credores e renegocie as dívidas.

Esta atitude, além de reduzir ou até eliminar uma parte de juros e multas, favorecem ambas as partes. Ou seja, o credor recebe um débito que poderia nunca ser pago, e o devedor se livra das dívidas.

Ademais, ignorar uma dívida não é a solução. Por isso, negocie com o credor e encontre uma solução viável para ambas as partes. Se necessário, parcele o valor do débito.

Além de se estabilizar financeiramente, se livrar das dívidas garante tranquilidade e boas noites de sono.

Menos impacto aos imprevistos financeiros

Apesar de não dar para evitar que os imprevistos financeiros aconteçam, as situações podem possuir uma solução simples e precisa. Para evitar sofrer, crie uma reserva financeira e separe seu orçamento em metas.

Desta forma, tudo fica mais organizado, e se necessário, será fácil destinar uma parcela do dinheiro para resolver problemas de imprevistos financeiros. 

Acesse a loja do seu celular e baixe agora o Meu Compromisso. Que além da possibilidade de criar metas e rendimentos para sua reserva financeira, ainda ajuda a controlar as despesas.