Se você está pensando em planejamento financeiro saiba que esta é a melhor estratégia para alcançar seus objetivos e resguardar seu futuro. Para isso é necessário entender alguns conceitos, tomar algumas medidas e começar o quanto antes!

Neste artigo o MeuCompromisso vai te mostrar que para realizar seus sonhos e objetivos o segredo é o planejamento, e, melhorar as finanças pessoais não é coisa de outro mundo.

Aqui você vai aprender:

  • O que é planejamento financeiro
  • Principais ações para um bom planejamento
  • Controle financeiro
  • Vantagens e desvantagens

Bora começar?

O que é planejamento financeiro

Pela definição, planejamento financeiro é uma ferramenta de administração financeira que consiste no processo de organização financeira realizado através do reconhecimento da situação financeira atual. Em poucas palavras é ter reconhecimento da situação financeira atual para trazer equilíbrio entre renda e gastos a fim de atingir metas de curto e longo prazo.

Para isso é necessário entender alguns conceitos, sendo o principal a disciplina. É necessário ter a visão focada nas metas em prol dos seus objetivos, seja ele uma viagem, carro novo, casamento ou aposentadoria.

É importante ressaltar que o planejamento financeiro traz diversos benefícios como evitar dividas (juros é dinheiro jogado no lixo), corta gastos desnecessários, permite identificar onde o dinheiro foi gasto e proporciona o controle rigoroso dos seus gastos.

Principais ações para um bom planejamento financeiro

Como já dito anteriormente, um dos pilares do planejamento financeiro é a disciplina, pois nada adianta uma estratégia por 2 semanas, 1 mês ou apenas 1 ano. É preciso estar de olho no longo prazo, ter objetivos claros e fome para completá-los.

Por isso, para iniciar o planejamento você deve fazer as perguntas:

  • Qual meu rendimento? (some tudo: salario, eventuais aluguéis, bônus, etc)
  • Quanto eu gasto?
  • Em que gasto?
  • Quanto preciso de reserva?

A partir dessas perguntas é possível criar um orçamento, definindo os valores e metas a serem alcançados. Podemos chamar esse orçamento de “teto de gastos”.

Com o orçamento em mãos parte-se para o planejamento temporal, ou seja, hora de criar os objetivos. Sempre seja atento aos objetivos de longo prazo para que ao chegar no momento o dinheiro esteja lá e nada de juros e parcela serão necessários.

Controle financeiro

Criado o orçamento e com as metas definidas vamos partir para o controle financeiro. Agora é necessário adicionar os gastos por categoria e controlar o valor de cada um deles para atingir as metas e guardar o dinheiro que irá para reserva.

É agora que vem aquela pergunta. Putz! Vou ter que colocar em planilhas ou usar aqueles aplicativos manuais? Isso é muito difícil! Esqueça as planilhas e os apps não intuitivos e vem comigo.

Na conta digital do MeuCompromisso após você realizar seu orçamento é possível categorizar os seus gastos, criar metas e replicá-las para os próximos meses. Além disso não é necessário colocar os gastos manualmente. Por exemplo, ao fazer uma compra em um restaurante e pagar com o cartão MeuCompromisso o seu gasto vai diretamente contabilizado para sua meta “Bares e Restaurantes”.

Além de ajudar você a categorizar e criar suas metas o MeuCompromisso vai te ajudar em outro pilar do planejamento financeiro, o monitoramento. É necessário sempre estar monitorando seus gastos e checando o limite das suas metas para que a sua reserva seja sempre disponível e seu sonho cada vez mais perto de se concretizar.

Com seu orçamento, metas de gastos definidas e metas de sonhos a ser cumprido, seu planejamento financeiro está pronto no papel e depende só de você para fazer acontecer. Lembre-se da disciplina! Motivação e foco são de curto prazo, disciplina devemos levar para a vida toda.

Vantagens e desvantagens

As vantagens de se planejar financeiramente são imensas. Dentre elas estão a tranquilidade familiar, inexistência de dívidas, possibilidade de realizar sonhos e viver sabendo que existe uma reserva de emergência.

As desvantagens? Não existe desvantagem em planejamento financeiro.